“SE FOSSE BRASILEIRO, ESTARIA INDIGNADO COM A SITUAÇÃO DA EDUCAÇÃO”

20170226_102208

“SE FOSSE BRASILEIRO, ESTARIA INDIGNADO COM A SITUAÇÃO DA EDUCAÇÃO”

Benigna Maria de Freitas Villas Boas

Em entrevista à Carta Educação, em 28/03/2017, Antônio Nóvoa, reitor honorário da Universidade de Lisboa, afirma que “nós temos um discurso muito gongórico, excessivo sobre a importância da educação, quando as condições básicas não estão sequer asseguradas. Portanto, a primeira coisa que a sociedade brasileira precisa fazer coletivamente, independentemente de partidos políticos, é garantir essas condições básicas de funcionamento para as escolas, que incluem as condições para o exercício do trabalho dos professores. Se não fizer isso, todo o resto é conversa, coisas para ilustrar a mídia, mas que não têm o menor impacto. Não conseguimos mudar a educação se isso não for um desígnio coletivo da sociedade. Não pode ser um problema dos professores ou dos pedagogos ou do partido A ou partido B. No Brasil, vejo que há muita conversa, muito discurso, mas pouco compromisso concreto com a educação pública brasileira. Há pouca indignação e, se eu fosse brasileiro, estaria indignado com a situação da educação pública”. Read more →

29
Mar 2017
AUTHOR Villas Boas
COMMENTS 2 Comments

PLANOS DE AULA GRATUITOS

20170227_144858

PLANOS DE AULA GRATUITOS

Benigna Maria de Freitas Villas Boas

Com apoio da Fundação Lemann e Google, Nova Escola publicará milhares de planos de aula gratuitos e alinhados à Base Nacional Comum. Segundo notícia veiculada pela Nova Escola em seu site, o projeto foi anunciado dia 22 de março e vai oferecer recursos pedagógicos de alta qualidade para ajudar os professores a garantir o aprendizado dos seus alunos. Pretende-se que até 2019 qualquer professor ou professora da educação infantil e de todo o ensino fundamental tenha acesso a 6 mil planos de aula. Read more →

PESQUISAS EM DESENVOLVIMENTO PELO GEPA 2017/2018

20161203_102128

PESQUISAS EM DESENVOLVIMENTO PELO GEPA 2017/2018

 

1 Título – A criatividade no trabalho pedagógico do professor do ensino superior e a avaliação para as aprendizagens: desafios da formação universitária

Pesquisadoras: Professora Dra. Elisângela T. Gomes Dias – Secretaria de Educação do DF e Diretora da Faculdade LS; Professora Dra. Tatiana Arruda – professora da Faculdade LS

Objetivo geral: compreender o processo avaliativo na educação superior com foco na expressão criativa.

2 Título – A evasão/retenção escolar no Curso de Licenciatura em Letras/Espanhol do Instituto Federal de Brasília, segundo a percepção de estudantes

Pesquisadora: Professora Dra. Simone Gontijo – Instituto Federal de Brasília

Objetivo:

Identificar estudantes evadidos, excluídos e que solicitarem mobilidade, em relação ao curso de licenciatura em Letras/Espanhol nos anos-base de 2013, 2014, 2015 e 2016. Read more →

O LUGAR DA AVALIAÇÃO NO PROCESSO FORMATIVO DO PROFESSOR TEM SIDO NEGLIGENCIADO

IMG-20170530-WA0017

O LUGAR DA AVALIÇÃO NO PROCESSO FORMATIVO DO PROFESSOR TEM SIDO NEGLIGENCIADO

Profa. Dra. Sílvia Lúcia Soares

 

E notória a evidência que a avaliação vem adquirindo nos diversos âmbitos do Estado, bem como a ampliação de sua intervenção para além dos limites da sala de aula. Tal fato é evidenciado na centralidade da avaliação nas políticas públicas, na evidente ampliação das funções atribuídas a ela no contexto atual e, sobretudo, em seu uso como mecanismo de promoção e manutenção e legitimação da exclusão social.

No entanto, ao mesmo tempo em que a avaliação expande seus modelos e objetivos, assumindo outros significados, inclusive no âmbito educacional, nos cursos de formação de professores, o estudo sobre essa categoria continua quase ausente ou abordado de maneira superficial. Tal fato é paradoxal, uma vez que esses cursos formarão futuros avaliadores.

Em decorrência, evidencia-se que os docentes, quando no desempenho de suas funções, apresentam despreparo para lidar com a avaliação em suas dimensões: política, sociológica e pedagógica. Parece oportuno afirmarmos que, no cenário da formação de professores¸ o acesso aos conhecimentos sobre a avaliação continua efetivando-se de forma fragmentada, dispersa e superficial. Read more →