Avaliações de larga escala e vestibulares prejudicam capacidade de trabalhar em equipe, dizem educadores

Inhotim

 

 

Jornal da Ciência – 22/11/2017

Avaliações de larga escala e vestibulares prejudicam capacidade de trabalhar em equipe, dizem educadores

Dados do Pisa mostram que estudantes brasileiros não conseguem atuar de forma colaborativa

Ouvir a opinião do outro, trabalhar em equipe e compartilhar conhecimento são habilidades desejáveis não só no mercado de trabalho, mas no exercício da cidadania e nas relações interpessoais. No entanto, valores como este não são bem desenvolvidos nas escolas do Brasil, indica um relatório divulgado com dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês). Os estudantes brasileiros estão entre os piores, em meio a 52 países ou economias com dados disponíveis, em resolver problemas de maneira colaborativa. De acordo com especialistas, há razões claras para essa posição. Por um lado, o foco em avaliações de larga escala afetou o que é prioridade nas escolas do país. Por outro, o modelo de acesso ao ensino superior e a infinidade de provas desestimulam estudantes a trabalhar coletivamente.

 

Deixe o seu comentário