DIRETRIZES DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL DA SEEDF: MOVIMENTO DE IMPLEMENTAÇÃO

DIRETRIZES DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL DA SEEDF: MOVIMENTO DE IMPLEMENTAÇÃO

Por: Erisevelton Silva Lima – Doutor em

Educação pela Universidade de Brasília – UnB

 

O documento Diretrizes de Avaliação Educacional (2014/2016), recentemente aprovado pelo Conselho de Educação do Distrito Federal – CEDF, entrou noutra etapa de singular importância: encontros, reuniões, palestras, conversas sobre seu teor e sua colocação em prática na rede pública de ensino do Distrito Federal. A rede local possui 656 escolas, 17 Centros de Educação da Primeira Infância – CEPIS e mais 64 instituições conveniadas que são orientadas pelas normas técnico-pedagógicas que emanam da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal – SEEDF. Read more →

15
Aug 2014
AUTHOR Villas Boas
COMMENTS No Comments

RESUMO CRÍTICO SOBRE AS DIRETRIZES DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: APRENDIZAGEM, INSTITUCIONAL E EM LARGA ESCALA

Este resumo crítico foi elaborado como atividade da disciplina Avaliação na Educação Básica, do Programa de Pós-graduação em Educação da UnB, ministrada pela professora Dra. Benigna Maria de Freitas Villas Boas no primeiro semestre letivo de 2014

ALUNA: SIMONE MOURA GONÇALVES DE LIMA

DATA: 15/07/14

Resumo Crítico:

DIRETRIZES DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL PARA A REDE PÚBLICA DE ENSINO DO DF

A escola precisa estar organizada pedagogicamente para atender às necessidades de aprendizagens dos estudantes que recebe. Isso requer que todos os seus profissionais e sua comunidade escolar estejam envolvidos em um processo educativo que promova a avaliação formativa. Esta é uma concepção que realiza o enfrentamento do fracasso escolar a partir de ações planejadas para o acompanhamento e continuidade do percurso educativo de todos os estudantes.

Foi com o objetivo de concretizar a prática da avaliação formativa nas escolas públicas da rede de ensino do DF que estas Diretrizes de Avaliação Educacional foram elaboradas. Além de apresentar e discutir procedimentos e instrumentos avaliativos que podem ser desenvolvidos em cada etapa da educação básica, estas Diretrizes indicam a possibilidade de se articular os três níveis da avaliação (aprendizagens, institucional e em larga escala) de modo que se garanta as aprendizagens de todos dentro da escola. O que, sem dúvida, transforma este documento numa referência para a organização do trabalho pedagógico de cada instituição escolar da rede. Promove o diálogo com cada educador e deve ser discutido nas coordenações pedagógicas, nas reuniões do Conselho Escolar e com as famílias, e especialmente, no encontro cotidiano com os estudantes, corresponsáveis pelo processo de aprendizagem. Read more →