PE: DISSERTAÇÃO ANALISA POLÍTICA DE REFORMADORES

PE: Dissertação analisa política dos reformadores

Publicado em 05/04/2016 por Luiz Carlos de Freitas , no blog do Freitas

Nesta semana, defendeu sua dissertação de mestrado Maria Lucivânia Souza dos Santos com o título “Políticas de avaliação educacional no Estado de Pernambuco: contra números há argumentos!”, orientada por Katharine Ninive Pinto Silva do Centro Acadêmico do Agreste em Caruaru (PE) da Universidade Federal de Pernambuco.

A experiência dos reformadores empresariais da educação em Pernambuco vem deste o governo de Eduardo Campos e, com quase 10 anos de duração, constitui-se em uma reforma que precisa ser estudada. A pesquisa apresenta elementos importantes que desmistificam os impactos frequentemente alardeados pela imprensa e pelos consultores que trabalharam com a Secretaria de Educação de Pernambuco. A experiência está sendo copiada pelo Estado de São Paulo e por outros estados do Nordeste.

O estudo, logo que receber sua versão final, fica disponível para o público nos próximos meses.

i

06
Apr 2016
AUTHOR Villas Boas
COMMENTS No Comments

ENTREVISTA DE LUIZ CARLOS DE FREITAS SOBRE INDICADORES EDUCACIONAIS

Entrevista de Luiz Carlos de Freitas sobre indicadores educacionais

 

“Para que sejam úteis, indicadores têm que ser associados à política que mobilize escolas na utilização e análise dos dados”

Professor da Unicamp, Luiz Carlos de Freitas analisa portal do INEP e questiona política de cobranças sobre as escolas

“Para que sejam úteis, indicadores educacionais têm que ser associados a uma política que mobilize o interior da cada escola na utilização e análise dos dados, criando mecanismos de mediação nas próprias escolas. Ao invés disso, servem apenas como forma de pressão pública sobre a escola”, constatou o professor da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Luiz Carlos de Freitas.

Ao avaliar o novo portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que pretende explicitar às escolas alguns de seus índices e o contexto social em que estão inseridas, o professor avaliou que, apesar de o acesso a dados contextuais poder contribuir com a maior capacidade de análise do desempenho geral da escola, deve-se evitar uma avaliação que reúna informações que responsabilizem a unidade de educação por seus resultados. Read more →

28
Mar 2015
AUTHOR Villas Boas
COMMENTS No Comments