Dissertações

AVALIAÇÃO EM CICLOS

ANDRADE, Afonso Martins. Avaliação, ciclo e progressão no ensino de matemática: uma consequência refletida ou uma saída aleatória?. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.
ADORNI, Alessandra. Ciclo escolar e letramento – uma análise discursiva. Dissertação (Mestrado em Ciências). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP, Ribeirão Preto, SP, 2010.
GOMES, Alessandra. Democratização do ensino em questão: a relevância política do fim da reprovação escolar. Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo – Educação, 2004.
POLICHE, Alessandra Hauk. A progressão continuada e suas implicações na avaliação da aprendizagem. Dissertação. Mestrado Educação (Currículo). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2006.
CHRISTOFARI, Ana Carolina. Avaliação da aprendizagem e inclusão escolar: trajetórias nos ciclos de formação. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Educação, Porto Alegre, 2008.
STEINVASCHER, Andrea. Progressão Continuada no Estado de São Paulo: um caminho para a democratização do ensino? Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo – Educação. São Paulo, 2003.
OLIVEIRA, Carmem Inez de. A organização em ciclos na política educacional em Minas Gerais: um desafio à comunidade escolar. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Juiz de Fora – Educação, Juiz de Fora, MG, 2003.
BRISAC, Clareane Lima Carneiro. A organização do ensino em ciclos e as demandas para a gestão em escolas públicas estaduais na cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado). Universidade Nove de Julho – Uninove – Educação. São Paulo, 2010.
LIMA, Cleucy Meira Tavares. Tempo de aprender, tempo de ensinar: as concepções dos professores sobre os ciclos em uma escola municipal de Natal/RN. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal do Rio Grande do Norte – Educação, Rio Grande do Norte, 2002.
KLOVAN, Cristiane Figueiró. Perspectivas de professores sobre o ensino por ciclos de formação em Porto Alegre: uma análise sociológica da implantação e do momento atual. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Educação, Porto Alegre, 2008.
TEIXEIRA, Dulce Helena Moreira. A história da Avaliação no Estado de São Paulo sob a ótica da Legislação: da 1ª Lei de Diretrizes e Bases (1961) à Progressão Continuada (1998). Dissertação (Mestrado). Centro Universitário. Moura Lacerda – Educação, Ribeirão Preto, SP, 2007.
GRAMARI, Edna Pereira da Silva. A implantação do regime de progressão continuada em uma escola da rede estadual de ensino da Capital e suas implicações sobre o cotidiano dos professores: um canal de escuta. Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo – Educação. São Paulo, 2009.
DINIZ, Elania Duarte. Relação família-escola e avaliação escolar: um estudo no contexto dos ciclos. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais – Faculdade de Educação, Belo Horizonte, 2008.
FARIAS. Inês Porto. Concepções e Saberes Docentes nas Práticas Avaliativas da Escola por Ciclo de Formação. Dissertação (Mestrado). Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Educação. São Leopoldo, RS, 2004.
MAINARDES, Jefferson. Ciclo Básico de Alfabetização: da intenção à realidade (Avaliação do CBA no Município de Ponta Grossa – PR). Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual de Campinas – Educação, Campinas, SP, 1995.
SILVA, Josilda Maria Belther. Progressão Continuada por Ciclos, Trabalho Docente e Qualidade do Ensino: Um Estudo de Caso em Escola de Ensino Fundamental do Interior Paulista. Dissertação (Mestrado). Universidade Est. Paulista Júlio de Mesquita Filho/Araraquara – Educação Escolar. Araraquara, SP, 2001.
VALES Juliana Duarte Manhas Ferreira do. Práticas avaliativas e autoridade docente no ensino em ciclos com progressão continuada: um estudo em escolas públicas estaduais paulistas. Dissertação (Mestrado em Ciências). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, do Departamento de Psicologia Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP, Ribeirão Preto, SP, 2011.
MONIZ, Maria Isabel D´Andrade de Sousa. Ciclos e Avaliação: Repercussões da Reforma do Ensino da Rede Estadual de São Paulo (1996-2003) na Sala de Aula. Dissertação (Mestrado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – Educação (Currículo). São Paulo, 2005.
ROMANINI Maristela Gallo. A Avaliação, Sistema de Ciclos e Regime de Progressão Continuada: Progressão das Aprendizagens do Aluno ou Progressão de Fluxo. Dissertação (Mestrado). Universidade Est. Paulista Júlio de Mesquita Filho/Araraquara – Educação Escolar. Araraquara, SP, 2007.
SANTIAGO, Slvany Bastos. Avaliação nos ciclos de formação: das intenções à prática. Estudo de caso em uma escola pública estadual de Fortaleza. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Ceará – Educação. Fortaleza, 2003.
SILVA, Marcos. Uma análise da proposta pedagógica da avaliação da aprendizagem no contexto dos ciclos de formação da rede municipal de educação de Goiânia de 1998 a 2010. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011.
SOARES Fernanda Luzia Sousa Santos. Ciclos de aprendizagem em São Luís: implicações nas práticas avaliativas. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Maranhão – Faculdade de Educação, 2012.
ALENCAR, Rosalva Pereira de. Os ciclos de formação e sua repercussão na prática pedagógica de avaliação da aprendizagem em Cáceres-MT. Dissertação (Mestrado). Universidade Católica Dom Bosco. Campo Grande, MS, 2006.
GUISELINI, Maria Helena. Instrumentos de avaliação do processo ensino-aprendizagem no ensino fundamental. Dissertação (Mestrado). Universidade Nove de Julho – Uninove – Educação. São Paulo, 2002.
AMARAL, Maria Clara Ede. Avaliação da aprendizagem na escola ciclada de Mato Grosso : o caso dos relatórios descritivos de avaliação. Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação. Campinas, SP, 2006.
DAVID, Leila Nivea Bruzzi Kling. A experiência do sistema de ciclos na Rede Municipal de Educação de Niterói/RJ: da proposta oficial às práticas concretas. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal Fluminense. Niterói, RJ, 2003.
MACHADO, Simone Aparecida. Ciclos escolares: um estudo na rede municipal de ensino de São Paulo. Dissertação (Mestrado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
REIS, Lenine Antonio dos. Implicações da avaliação da aprendizagem no ensino fundamental: série e ciclo. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, 2009.
SATO, Daniela Cristina Bruno. Organização do ensino em ciclos e práticas avaliativas no ensino fundamental: um estudo em uma escola pública estadual paulista. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, 2005.
CARVALHO, Darvim Nunes de . A implantação do sistema de ciclos nas escolas muicipais na cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado). Universidade Nove de Julho – Uninove – Educação. São Paulo, 2003.
NORCIA, Marcia Josefina. A recuperação no processo de ensino – aprendizagem: legislação e discurso de professores. Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo, 2005.
PEREIRA, Maria Susley . A avaliação no bloco inicial de alfabetização: a realidade de uma escola do Distrito Federal. Dissertação (Mestrado). Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
DELGADO, Adriana Patrício. Um Estudo sobre Práticas Avaliativas no Regime de Progressão Continuada: Limites e Possibilidades. Dissertação (Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2004.
NEIVA, Sônia Maria de S. F. Ciclos de formação: caminho para re-significação da avaliação em uma escola de ensino fundamental. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Educação. Universidade de Brasília, 2003.

DISSERTAÇÕES SOBRE AVALIAÇÃO
CARLOS, Edilene P. Avaliação em Educação Matemática: uma questão ainda a analisar.Dissertação. Faculdade de Educação da UnB, 2000.
CASTRO, José M. Avaliação formativa na universidade: eficácia em relação a processos cognitivos da taxonomia de objetivos educacionais, dificultadores e gestão. Universidade Católica de Brasília, 2002.
MARCHESI, Regina Sandra. A avaliação na escola: verdades, crenças e fecundação de sonhos. Faculdade de Educação da UnB, 2003.
DI LELLO, Domingos Alberto P. Avaliação formativa e ensino de língua inglesa: repercussões na formação continuada de um grupo de professores do Centro Binacional de Brasília. Faculdade de Educação da UnB, 2003.
REZENDE, Márcia Ambrósio R. A relação registro/avaliação no ciclo da juventude: possibilidades e limites na construção de uma prática educativa inovadora. Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2004.
FERREIRA, Alyne C. A ação avaliativa na abordagem por competências. Lingüística Aplicada, do Instituto de Letras da Universidade de Brasília, 2004.
SOLANO, Cleide Carmem. Diário reflexivo e relação educativa: a vivência de alunos e professora de uma escola pública do Distrito Federal. Faculdade de Educação da UnB, 2004.
OLIVEIRA, Abigail do C. L. As práticas avaliativas construídas nas séries iniciais do ensino fundamental da rede pública do Distrito Federal. Faculdade de Educação da UnB, 2004.
WANZELLER, Ana Carla de M. O Programa de Aceleração da Aprendizagem: dados e percepção de seus autores no Distrito Federal.Faculdade de Educação da UnB, 2005.
SILVA, Elaine A. Avaliação formativa por meio da tutoria por alunos: efeitos no desempenho cognitivo e no nível de satisfação dos aprendizes. Universidade Católica de Brasília, 2006.
FONSECA, Edilberto M. da. Barreiras à inovação educacional: um estudo a partir das dificuldades em utilizar a auto-avaliação como expressão da inovação. Faculdade de Educação da UnB, 2007.
MORAIS, Ruth L. Do discurso à prática: como se caracteriza a avaliação da aprendizagem escolar entre os professores de Biologia do Ensino Médio. Universidade Federal de Goiás, 2009.
MARTINS, Cláudia R. de C. Práticas avaliativas formativas no contexto da periferia: limites e possibilidades. Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia, 2012.
“Educação musical: práticas avaliativas e organização do trabalho pedagógico”, defendida por Cláudia da Silva Costa, em 4/3/96, na Faculdade de Educação da Universidade de Brasília.
“As práticas avaliativas e a organização do trabalho pedagógico em Biologia”, defendida por Rita de Cássia da Silva, em janeiro de 1997, na Faculdade de Educação da UnB.
“O trabalho na formação de professores para a Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental”, defendida por Cleyton Hércules Gontijo, em 26/07/99, na Faculdade de Educação da UnB.
“Contextos escolares não-convencionais: o significado pedagógico de oficinas e salas-ambiente”, defendida por Clélia Silveira de Carvalho, em 23 de setembro de 1999, na Faculdade de Educação da UnB.
“O professor e o erro: avaliação formativa na alfabetização”, defendida por Natália de Sousa Duarte, em 14 de dezembro de 2000, na Faculdade de Educação da UnB.
“O Programa de Avaliação seriada da UnB – PAS: sua influência sobre as práticas avaliativas de uma escola de ensino médio no DF”, defendida por Verinez Carlota Ferreira, no dia 2 de dezembro de 2002, na Faculdade de Educação da UnB.
“A avaliação no contexto do projeto político-pedagógico de uma escola: concepção, finalidades e abrangência”, defendida por Eliene Cleuse Sousa de Oliveira, no dia 2 de dezembro de 2002, na Faculdade de Educação da UnB.
“Diretrizes para avaliação – repercussão nas práticas avaliativas de uma escola de ensino médio do DF”, defendida por Shirley de Souza Rodrigues Koslowski, no dia 25/06/03, na Faculdade de Educação da UnB.
“Processo avaliativo do PIE: repercussões na atuação de professores-estudantes”, defendida por Carmyra Oliveira Batista, no dia 19/12/03, na Faculdade de Educação da UnB.
“Avaliação e formação docente – o uso do porta-fólio no contexto do trabalho pedagógico do curso PIE/FE/UnB: avanços e retrocessos em busca da avaliação formativa”, defendida por Carlos Ramos Mota, no dia 19/03/04, na Faculdade de Educação da UnB.
“Contribuições do uso do portfólio para o desenvolvimento do processo avaliativo: um estudo de caso”, defendida por Maísa Brandão Ferreira, no dia 22 de abril de 2004, na Faculdade de Educação da UnB.
“Registros avaliativos de professoras de anos iniciais da educação fundamental”, defendida por Vânia Leila de Castro Nogueira, no dia 02 de fevereiro de 2006, na Faculdade de Educação da UnB.
“A releitura de porta-fólios para a construção do trabalho de conclusão de curso de Pedagogia”, defendida por Cláudia Queiroz Miranda, no dia 21 de fevereiro de 2006, na Faculdade de Educação da UnB.
“A avaliação informal em uma turma de 1ª série do ensino fundamental”, defendida por Alessandra Salomão de Souza Alves, no dia 21 de fevereiro de 2006, na Faculdade de Educação da UnB.
19.18. “Conselho de classe: a construção de um espaço de avaliação coletiva”, defendida por Flávia Regina Vieira dos Santos, no dia 13/03/07, na Faculdade de Educação da UnB.
“E agora? Quem me avalia é o aluno. Um estudo sobre a avaliação do desempenho docente”, defendida por Janine de Lucena Costa, no dia 15 de março de 2007, na Faculdade de Educação da UnB.
“A avaliação no Bloco Inicial de Alfabetização: a realidade de uma escola do Distrito Federal”, defendida por Maria Susley Pereira, no dia 17 de março de 2008, na Faculdade de Educação da UnB.
“A avaliação sob a ótica dos alunos”, defendida por Marilene Pinheiro Marinho, no dia 19 de março de 2009, na Faculdade de Educação da UnB.
“A avaliação na escola: um olhar além da sala de aula”, defendida por Letícia de Almeida Araújo, no dia 25 de março de 2009, na Faculdade de Educação da UnB.
“O dever de casa no contexto da avaliação das aprendizagens”, defendida por Enílvia Rocha Morato Soares, no dia 26 de janeiro de 2011, na Faculdade de Educação da UnB.
“Pais/responsáveis e a avaliação: percepções e significados”, defendida por Rose Meire da Silva e Oliveira, no dia 1º de julho de 2011, na Faculdade de Educação da UnB.
“A avaliação no Serviço Especializado de Apoio à Aprendizagem”, defendida por Rejane Farias Gontijo, no dia 26/07/2013, na Faculdade de Educação da UnB.

AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

CARVALHO, Sílvia Helena Raimundo. Avaliação na educação infantil: considerações a partir de uma experiência. Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Londrina ,Londrina, 2002.

COELHO, Maria Fernanda d’Ávila.O acompanhamento da aprendizagem na educação infantil: uma questão de avaliação? Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2009.

COLASANTO, Cristina Aparecida. A linguagem dos relatórios: uma proposta de avaliação para a educação infantil. Dissertação (Mestrado) – Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

CORRÊA, Maria Theresa de Oliveira. Avaliação e a qualidade da educação infantil: uma análise dos processos avaliativos desenvolvidos na creche e na pré-escola. Dissertação ( Mestrado)- Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília,2007.

DINIZ, Andrea Morais. Avaliação e diálogo: percurso e prática na escola infantil. Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2002.

GODOI, Elisandra Girardelli. Educação infantil: avaliação escolar antecipada? Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

LUZARDO, Raquel Costa Cardoso. Avaliação em Educação Infantil: concepções de professoras sobre o papel do portfólio. Dissertação (Mestrado – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2007.

MORAES, Andra Leal Ferreira de. Avaliação na educação infantil: concepções e práticas dos professores dos centros municipais de educação infantil de Goiânia. Dissertação (Mestrado)-Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, 2003.

MOURA, Ellen Michelle Barbosa de. A avaliação na educação infantil e sua relação com o processos de aprendizagem. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

PAZ, Senhorinha de Jesus Pit. A avaliação na educação infantil: Análise da produção acadêmica brasileira presente nas reuniões anuais da Anped entre 1993 E 2003. Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

PINHO, Ana Mafalda de Castro e. Avaliação do desenvolvimento pessoal e social dos 0 aos 3 anos. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Ciências da Educação, Universidade de Aveiro: Portugal, 2008.

RAIZER, Cassiana Magalhães. Portfólio na educação infantil: desvelando possibilidades para a avaliação formativa. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2007.

SANTOS, Marceli D’Andrea. A linguagem lúdica no registro avaliativo do educador de infância. Dissertação (Mestrado) – Centro de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2008.

TEIXEIRA, Juliana Barrreto da Motta Estudo exploratório de dois instrumentos para avaliação do desenvolvimento da linguagem de crianças entre 3 e 6 anos. Dissertação ( Mestrado) .Faculdade de Educação, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2006.

“Educação  musical: práticas avaliativas e organização do trabalho pedagógico”, defendida por Cláudia da Silva Costa,  em 4/3/96, na Faculdade de Educação da Universidade de Brasília.

“As práticas avaliativas e a organização do trabalho pedagógico em Biologia”, defendida por     Rita de Cássia da Silva, em janeiro de 1997, na Faculdade de Educação da UnB.

“O trabalho na formação de professores para a Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental”, defendida por Cleyton Hércules Gontijo, em 26/07/99, na Faculdade de Educação da UnB.

“Contextos escolares não-convencionais: o significado pedagógico de oficinas e salas-ambiente”, defendida por Clélia Silveira de Carvalho, em 23 de setembro de 1999, na Faculdade de Educação da UnB.

“O professor e o erro: avaliação formativa na alfabetização”, defendida por Natália de Sousa Duarte, em 14 de dezembro de 2000, na Faculdade de Educação da UnB.

“O Programa de Avaliação seriada da UnB – PAS: sua influência sobre as práticas avaliativas de uma escola de ensino médio no DF”, defendida por Verinez Carlota Ferreira, no dia 2 de dezembro de 2002, na Faculdade de Educação da UnB.

“A avaliação no contexto do projeto político-pedagógico de uma escola: concepção, finalidades e abrangência”, defendida por Eliene Cleuse Sousa de Oliveira, no dia 2 de dezembro de 2002, na Faculdade de Educação da UnB.

“Diretrizes para avaliação – repercussão nas práticas avaliativas de uma escola de ensino médio do DF”, defendida por Shirley de Souza Rodrigues Koslowski, no dia 25/06/03, na Faculdade de Educação da UnB.

“Processo avaliativo do PIE: repercussões na atuação de professores-estudantes”, defendida por Carmyra Oliveira Batista, no dia 19/12/03, na Faculdade de Educação da UnB.

“Avaliação e formação docente – o uso do porta-fólio no contexto do trabalho pedagógico do curso PIE/FE/UnB: avanços e retrocessos em busca da avaliação formativa”, defendida por Carlos Ramos Mota, no dia 19/03/04, na Faculdade de Educação da UnB.

“Contribuições do uso do portfólio para o desenvolvimento do processo avaliativo: um estudo de caso”, defendida por Maísa Brandão Ferreira, no dia 22 de abril de 2004, na Faculdade de Educação da UnB.

“Registros avaliativos de professoras de anos iniciais da educação fundamental”, defendida por Vânia Leila de Castro Nogueira, no dia 02 de fevereiro de 2006, na Faculdade de Educação da UnB.

“A releitura de porta-fólios para a construção do trabalho de conclusão de curso de Pedagogia”, defendida por Cláudia Queiroz Miranda, no dia 21 de fevereiro de 2006, na Faculdade de Educação da UnB.

“A avaliação informal em uma turma de 1ª série do ensino fundamental”, defendida por Alessandra Salomão de Souza Alves, no dia 21 de fevereiro de 2006, na Faculdade de Educação da UnB.

19.18. “Conselho de classe: a construção de um espaço de avaliação coletiva”, defendida por Flávia Regina Vieira dos Santos, no dia 13/03/07, na Faculdade de Educação da UnB.

“E agora? Quem me avalia é o aluno. Um estudo sobre a avaliação do desempenho docente”, defendida por Janine de Lucena Costa, no dia 15 de março de 2007, na Faculdade de Educação da UnB.

“A avaliação no Bloco Inicial de Alfabetização: a realidade de uma escola do Distrito Federal”, defendida por Maria Susley Pereira, no dia 17 de março de 2008, na Faculdade de Educação da UnB.

“A avaliação sob a ótica dos alunos”, defendida por Marilene Pinheiro Marinho, no dia 19 de março de 2009, na Faculdade de Educação da UnB.

“A avaliação na escola: um olhar além da sala de aula”, defendida por Letícia de Almeida Araújo, no dia 25 de março de 2009, na Faculdade de Educação da UnB.

“O dever de casa no contexto da avaliação das aprendizagens”, defendida por Enílvia Rocha Morato Soares, no dia 26 de janeiro de 2011, na Faculdade de Educação da UnB.

“Pais/responsáveis e a avaliação: percepções e significados”, defendida por Rose Meire da Silva e Oliveira, no dia 1º de julho de 2011, na Faculdade de Educação da UnB.