PROJETO “EXÉRCITO VAI ÀS ESCOLAS” COMEÇA NO SEGUNDO SEMESTRE

IMG_20170226_103349_541

Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul

17/07/2017

Projeto “Exército vai às Escolas” começa no segundo semestre

 

Esta iniciativa merece reflexão. Será uma reedição da disciplina Educação Moral e Cívica e da Comissão de Moral e Civismo, durante a ditadura militar?

 

Segue a reportagem

 

Objetivo é levar atividades das Forças Armadas para estudantes de ensino médio da rede estadual

Publicação: 17/07/2017 às 17h59min

Evento realizado na última quarta-feira (12) debateu o Termo de Cooperação para a elaboração do projeto – Foto: Diego da Costa

 

Por Diego da Costa

 

Com o propósito de contribuir para o fortalecimento de valores fundamentais para a formação da cidadania e o desenvolvimento dos alunos da rede pública estadual, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio do Departamento Pedagógico, reuniu-se na manhã desta quarta-feira (12) com o Comando Militar do Sul. Durante o encontro, foi debatido o Termo de Cooperação para a elaboração do projeto “O Exército nas Escolas” que irá levar atividades das Forças Armadas para estudantes de ensino médio.

 

A iniciativa prevê que sejam desenvolvidas palestras, prática de esportes, visitação às bases militares e aulas de civismo e formação de cidadania.

 

Conforme o assessor pedagógico do Ensino Médio da Seduc, Vitor Powaczruk, a ideia é que o projeto comece de forma experimental a partir do segundo semestre em pelo menos cinco escolas da 1° Coordenadoria Regional de Educação CRE, de Porto Alegre. “Pretendemos alinhar o projeto nos próximos meses, e a partir de novembro já poderemos iniciar as visitações às escolas. Faremos, em um primeiro momento, na região da 1°CRE e, em 2018, ampliaremos para as demais regiões do Estado”, explica.

 

Para o analista do Núcleo de Estudos Estratégicos do Comando Militar do Sul, coronel Ary de Albuquerque Gusmão Filho, é importante destacar o papel social das Forças Armadas dentro de uma estratégia de Defesa. “A nossa meta é proporcionar aos alunos um pouco dos valores de paz e civismo, dentro de um aprendizado de direitos e deveres de cidadania”, afirma.

 

Deixe o seu comentário