É POSSÍVEL A NÃO REPROVAÇÃO?

Benigna Maria de Freitas Villas Boas

Retirei do livro “A avaliação da aprendizagem na Escola da Ponte”, de autoria de José Pacheco e Maria de Fátima Pacheco, Editora Wak, 2012, p. 50, o seguinte parágrafo:

“Na Ponte [Escola da Ponte] é bem diferente esse conceito de avaliação. Não existe repetência. A avaliação não tem o objetivo de aprovar ou reprovar. Não existem séries para a criança “passar de ano”. Ela avança conforme sua autonomia e seu ritmo. Em um mesmo espaço convivem crianças que estão estudando objetivos diferentes, que não percorrem o mesmo caminho. É claro que existem aquelas que avançam mais rapidamente, a exemplo de um aluno que, na escola “comum”, estaria no quarto ano e que, na Ponte, já estava alcançando objetivos do sexto ou sétimo ano. Outras já precisam de um tempo maior, mas isso é visto de maneira natural. Os ritmos são respeitados. O que ela não atingiu nesse ano, pode atingir no próximo, sem precisar “repetir” muitas coisas que já foram vistas. Ela segue com aquilo que aprendeu e que ainda precisa ser alcançado”. Read more →

18
May 2013
AUTHOR Villas Boas
COMMENTS 3 Comments